Dracaena marginata ou Dracena-de-Madagascar - Plantas de interior resistentes

Dracaena marginata 'Tricolor' ou dracena arco-íris
A minha Dracaena marginata 'Tricolor' ou dracena arco-íris
A Dracaena marginata é considerada uma das plantas de interior mais resistentes. Juntamente com a Ficus benjamina, com a Dracaena fragans e com a Schefflera arboricola, as dracenas-de-madagascar são hoje em dia omnipresentes em quase todos os escritórios. 

Nesses locais, já se sabe, os aparelhos de ar-condicionado secam o ar, a luz existente é, em muitos casos, somente a que provém das lâmpadas fluorescentes, e a rega das plantas que por lá existem, é quase sempre negligenciada. É este o cenário que muitas Dracaena marginata aguentam em milhares de locais de trabalho, sem no entanto se queixarem demasiado.

Plantas de interior - William Aiton
William Aiton - Fonte: Wikipedia
Esta planta de interior tão popular, é originária de Madagascar e da África Central. O seu nome científico atual, foi-lhe atribuído pela primeira vez em 1789, no livro Hortus Kewensis, escrito pelo botânico escocês William Aiton.

A espécie original desta planta, que podem ver na foto que se segue, juntamente com um napperon super kitsch, tem folhas verde-escuras, com as margens ladeadas de púrpura:

Plantas de interior - Dracaena marginata original
Nunca tive nenhum exemplar da espécie original, apenas da variedade 'Tricolor'. Aliás, a foto com que iniciei este artigo é da minha dracena arco-íris, nome comum pelo qual é conhecida esta variedade de Dracaena marginata. A planta da foto tem mais de 8 anos de idade. A variedade 'Tricolor' é muito bonita, com as suas folhas com riscas creme e cor-de-rosa, misturadas com o verde. Foi descoberta pela primeira vez no Japão e desenvolvida na Florida e Porto Rico, tendo sido introduzida no mercado pela primeira vez em 1973.

Outras variedades existentes são a Colorama, Tarzan, Magenta, Bicolor e Norjim, esta última existente há apenas poucos anos no sistema de patentes dos EUA. Infelizmente não consegui encontrar fotos sem direitos de autor de todas as variedades, mas se fizerem uma pesquisa na web pelos nomes respetivos, facilmente encontrarão imagens das mesmas. Ou talvez não.

Plantas de interior : Dracaena marginata no Havai
Dracena-de-Madagascar no Jardim Botânico Tropical no Havai
E agora, last but not least, qual a melhor forma de cuidar desta planta de interior?

Temperatura: Este item é particularmente fácil, uma vez que as dracenas gostam de calor mas aguentam bem temperaturas mais baixas, até cerca de 10ºC. Desde quando é que a nossas casas, mesmo no inverno, chegam a essa temperatura? Nunca, certo? Assim sendo, as Dracaena marginata têm a temperatura ideal para o seu desenvolvimento, dentro das nossas casas.

Luz: Quanto menos verde for a variedade da sua planta de interior, mais luz ela precisa. No caso das dracenas, será pois óbvio que a variedade 'Tricolor' precisa de mais luz do que a espécie original. A regra universal para todas as variedades: Muita luz, mas filtrada. As dracenas aguentam níveis de luz baixos, mas sempre em detrimento da sua saúde.

Rega: Embora as dracenas suportem bem a negligência, para ter uma planta bonita, convém regar da forma correta. Regar consistentemente e de forma abundante, deixando no entanto a terra secar ligeiramente entre regas. Já sabe que se mantiver a terra encharcada, é meio caminho andado para matar a sua planta. Deixe a água escorrer bem após cada rega e coloque sempre uma dose generosa de "cacos" ou argila expandida no fundo do vaso.

Plantas de interior - Estaca de Dracaena marginata tricolor
Estaca de Dracaena marginata tricolor a enraizar em água
Propagação: A melhor forma de propagar esta planta é simplesmente colocando uma estaca em água para enraizar. Na foto acima podem ver uma estaca da minha 'Tricolor' que enraizou facilmente após alguns dias. Para além disso, a propagação pode ser usada para tornar a planta-mãe mais bonita. No local onde se corta a estaca, a Dracaena marginata produz dois ou três novos ramos passado pouco tempo, o que pode ser uma boa opção para tornar a planta mais densa e ramificada, em vez de ter somente um único caule que, à medida que cresce, se vai tornando mais inestético.

Adubação: É um tema igualmente fácil, basta usar um pouco de adubo líquido mensalmente.

(H)umidade: Aguentam bem o ar seco, mas preferem ar (h)úmido. Pulverize as folhas da sua dracena com frequência e limpe o pó das mesmas usando um pano (h)úmido macio. Desta forma evita que as pontas das folhas se tornem escuras, bem como algumas pragas indesejáveis, nomeadamente o aranhiço-vermelho (detestam água).

A dracena-de-madagascar, para além de ser uma planta muito resistente e fácil de cuidar, vem também com um bónus: Contribui para um melhor ambiente na sua casa, livrando o ar de vários químicos prejudiciais à saúde. Leia tudo no meu artigo As 10 plantas de interior mais eficazes na limpeza do ar.