As 10 plantas de interior mais fáceis de cuidar

Plantas de interior - Easy
© spackletoe / CC BY-NC-ND 2.0
Como sei que muitas pessoas se iniciam no passatempo das plantas de interior com plantas difíceis, acabando por desistir, decidi partilhar com vocês o nome de 10 plantas muito resistentes e super fáceis de cuidar.

Estas 10 espécies resistem à falta de rega, ao ar seco, a grandes intervalos de temperatura, baixa luminosidade, mau solo e até à falta de carinho que todos devemos ter com as nossas plantas (e olhem que é um fator muito importante).

Todas têm no entanto o mesmo ponto fraco. Nenhuma delas resiste a um período prolongado de rega excessiva, com a terra constantemente encharcada. Nessas condições, as raízes apodrecem e as plantas morrem.

Vejamos então qual é o Top 10 das plantas mais fáceis de cuidar, começando da menos fácil para a mais fácil de todas.

10. Nephrolepis exaltata (feto-espada ou samambaia-americana)

Nephrolepis ou samambaia americana
Samambaia americana ou feto-espada
A ideia generalizada sobre os fetos ou samambaias é que são plantas demasiado delicadas, que murcham ao mínimo sinal de desleixo. Embora esta regra seja verdadeira para várias espécies, não é o caso da samambaia americana. Aguenta períodos de seca, ar seco e solo pobre em nutrientes. Aguenta mesmo algumas horas de sol direto. Como acontece com todas as plantas, a sua beleza irá sofrer se a tratarem de forma negligente durante um longo período de tempo. As folhas da Nephrolepis irão ficar queimadas e a planta ficará com um aspecto "desorganizado". Ainda assim, caso queiram ter uma samambaia ou feto que necessite de cuidados mínimos, esta é a opção certa. Como ter um feto-espada bonito? Fácil. Boa luz, sem sol, regar bem, deixando o solo secar ligeiramente entre regas e pulverizar com água uma ou duas vezes por dia. Adubar quinzenalmente com um fertilizante líquido. Trocar a terra todos os anos na primavera.

9. Anthurium andraeanum ou Antúrio

Antúrio - Plantas de interior
Anthurium andraeanum "Red Love"
Outra escolha que provavelmente poderá chocar alguns dos mais "entendidos" em plantas. Os antúrios aguentam muito bem locais com baixa luminosidade, ar seco e períodos de seca relativamente longos. São pois uma boa escolha para os mais esquecidos, uma vez que é fácil verificar quando precisam de água. Os caules dos quais as folhas rígidas pendem, tendem a ficar mais moles e caídos. Depois de regarem, a planta reanima-se rapidamente e os caules assumem a sua posição vertical. Esta planta de interior vem com um bónus. Ela produz flores lindíssimas durante quase todo o ano, desde que lhe proporcionem as condições ideais: Luz média, longe do sol, rega abundante no tempo quente (atenção à regra principal de não encharcar a terra), adubar quinzenalmente e pulverizações diárias de água. Dica: Pulverizem somente a folhagem e não as flores, caso contrário elas durarão muito menos tempo. Vejam aqui o meu artigo principal sobre o antúrio.

8. Tradescantia fluminensis ou erva-da-fortuna

Tradescantia fluminensis
Tradescantia fluminensis
© LucaLucaCC BY-SA 2.5
Se na palavra "fácil" incluirmos a facilidade de propagação, então a erva-da-fortuna ganha com grande vantagem. Qualquer estaca desta espécie enraíza facilmente em água em qualquer altura do ano, pelo que é fácil conseguirem ter vários vasos e assim experimentar quais os melhores locais na vossa casa para estas plantas pouco exigentes. Tentem somente arranjar-lhes um local com boa luz e sem sol direto. De resto, basta regarem bem, de forma a que a terra mantenha sempre alguma (h)umidade. É uma excelente escolha para colocar em cestos pendentes. Vejam o meu artigo sobre a Tradescantia fluminensis aqui.

7. Plectranthus  ou planta-dólar

Planta dólar - Plectranthus
Plectranthus nummularius e plectranthus coleoides
A facilidade de propagação é a mesma da Tradescantia e coloquei esta espécie como uma das mais resistentes, principalmente pela sua capacidade de aguentar várias horas de sol sem grandes consequências para as suas folhas (as da erva-da-fortuna ficam com as pontas queimadas). Não necessitam de temperatura especial, nem de terra particularmente boa. A única coisa de que precisam mesmo é... muita água. Quando a terra fica demasiado seca, as suas folhas ficam completamente moles. É muito fácil para quem não é muito experiente com plantas de interior, saber quando é altura de voltar a regar. Não se admirem se nos dias quentes de verão esta planta "pedir" água todos os dias. Podem ler mais sobre a planta-dólar aqui.

6. Ficus benjamina ou Ficus

Ficus 
Se usarem este link poderão ler o meu artigo principal sobre a Ficus benjamina, nomeadamente para saberem quais os cuidados a ter. É uma das plantas de interior que está na moda, principalmente pela sua capacidade de resistir a ambientes com fumo ou com ar-condicionado. Ainda por cima não gosta muito de água, pelo que aguenta bem períodos longos de negligência. Merece ficar em sexto lugar na tabela.

5. Dracenas - Dracaena fragrans e Dracaena marginata

Plantas de interior - Dracaena marginata
Dracaena marginata ou dracena-de-madagascar
É a planta de interior, considerada por muitos como a mais resistente de todas (principalmente a dracena-de-madagascar). Sobrevive com níveis de luz muito baixos e aguenta bem ar seco e períodos sem rega. Para todas as plantas, há uma diferença entre sobreviver ou ser uma planta feliz. Para ter uma dracena feliz basta providenciar boa luz (sem sol), rega moderada, deixando secar a camada superficial antes de regar de novo e pulverização diária com água (uma ou duas vezes). Para mais pormenores veja aqui o meu artigo sobre a Dracaena fragrans, e aqui o meu artigo sobre a Dracaena marginata.

4. Monstera deliciosa ou costela-de-Adão

Plantas de interior - Monstera deliciosa
Costela-de-adão
Tem todas as características de resistência das dracenas, com a vantagem de não perder algumas das suas folhas em ambientes extremamente secos ou por falta de rega. O maior inconveniente é mesmo o seu... tamanho. Precisam de espaço e vasos grandes. Veja aqui o meu artigo sobre a Monstera deliciosa.

3. Crassula ovata ou planta-jade

Plantas de interior - Crassula ovata
Planta-jade
Esta suculenta é campeã em suportar longos períodos sem água e aguenta também a exposição direta ao sol, mesmo nos dias mais quentes de Verão. Também não me recordo de alguma vez ter visto uma crássula com qualquer tipo de praga. Enfim, a planta ideal para pessoas distraídas e com casas soalheiras. Leiam neste link os meus outros dois artigos sobre a planta-jade.

2. Sanseveria trifasciata ou espada-de-são-jorge

Plantas de interior - Sansevieria trifasciata
Espada-de-são-jorge ou espada-de-ogum
Já escrevi algumas vezes sobre a espada-de-são-jorge. É uma planta resistente em todos os aspectos e acho que nunca vi um exemplar que não estivesse...vivo. Sol abrasador, sombra intensa, falta de água, solo pobre, enfim... Se você for distraído/a ao ponto de não conseguir cuidar de uma Sansevieria, então talvez... não deva mesmo ter plantas! Leia aqui o meu artigo principal sobre a Sansevieria trifasciata.

1. Aspidistra elatior ou Aspidistra

Plantas de interior - Aspidistra elatior
Aspidistra
É a campeã das campeãs e tem fama de ser quase imortal. Escuridão, sol, frio ou calor extremo, geada, seca, sal, acidez, enfim, é a super-planta! Além disso é famosa, tem mística e aparece em livros e em canções, pelo que sem dúvida alguma merece este primeiro lugar. Leia aqui o meu artigo principal sobre a aspidistra.