Plantas afortunadas - Tradescantia fluminensis Vell.

ATENÇÃO: Esta espécie é considerada como invasora, tanto em Portugal como no Brasil. Tenha pois todos os cuidados necessários para que nenhuma parte desta planta entre em contato direto com o meio ambiente exterior. Nunca a plante diretamente no solo. A Tradescantia fluminensis propaga-se facilmente e não deixa crescer plantas endémicas, algumas das quais são espécies ameaçadas. É de muito dificil erradicação.

Plantas de interior - Tradescantia fluminensis
Tradescantia fluminensis
Ao responder a um amável comentário ao meu primeiro artigo, mencionei que tinha iniciado uma demanda em busca de plantas de interior que me recordassem da infância. Na casa da minha avó, onde passei tantos dias felizes, lembro-me particularmente de duas das plantas que ela tinha em vasos pintados de tinta vermelha: Asparagus setaceus (conhecido por feto-de-folha miúda) e Adiantum (as célebres avencas). Quanto ao Asparagus, tenho um exemplar. As avencas são outra história... Já tive dois exemplares, mas com muita pena minha não os consegui fazer durar muito... Vou voltar a tentar em breve no entanto! Também ando no encalço de uma planta que a minha avó não tinha em vaso, mas sim plantada diretamente no solo do seu quintal. Talvez alguém se recorde das patas-de-cavalo? Descobri entretanto que o nome científico dessa espécie é Farfugium japonicum 'Giganteum'. Sabendo do meu interesse por plantas, alguns amigos têm a gentileza de me presentearem com estacas de várias espécies, para que eu as propague. A última oferta, conforme podem ver na foto, consistiu em várias bonitas estacas da conhecida erva-da-fortuna (Tradescantia fluminensis Vell.), que prontamente coloquei para enraizamento em água. Esta planta de interior enraíza tão facilmente, que daqui a dois três dias já será possível colocar a planta num vaso!

Leia aqui o meu principal artigo sobre a erva-da-fortuna.